só para iniciados. crises e cricris. neologismos e estrangeirismos. veneninho de canto de boca. xujo, malvado, bronco e de grande coração! escrevam também, email ali embaixo, à esquerda. enjoy!

 


adepto do marasmo
adios, lounge!
bloguilix
blog do dudi
brazileira!preta
carlaoxxxiv
carol por carol mesmo
corazones heridos
corpo de sangue e ossos
eletro zeitgeist
eu te amo blog
garteneden
jazzie e os vendidos
marina w
ofmdc 1
ofmdc 2
o nada, vazio
paraiso art.ficial
pixelpatia
quarto piso
recado de geladeira
samba e amor
vintededos
virulencias, coprofagias e cancerizacoes
zhion




allmusic
cocadaboa
corn flake promises
kibe loco
internet movie database
murilix
no minimo



meta o bico onde não é chamado

 




HispaLab



 
30.8.04

Há um ano eu completava 22 anos passeando por Londres, acompanhado da adorável amiga Lígia. À noite juntou-se a nós a Renata, que de dia estava trabalhando. Fomos a parques, tiramos fotos, assistimos ao final do show de uma bandinha de jazz que tocava num coreto, comemos, andamos, tomamos sol, descansamos. Jantamos um típico fish & chips que, apesar de insosso, na hora estava delicioso.
Hoje estou do outro lado do mundo, escrevendo lembranças enquanto olho pra tela chata de um monitor. Meus óculos mudaram, meus cabelos, minha calça, pessoas chegaram e pessoas (de certa forma) saíram da minha vida. Já não acho mais que países fantásticos e cidades exóticas só existem em filmes e desenhos. Falo inglês bem melhor que há um ano. Nesse tempo trabalhei com várias coisas novas, ainda que não tão instigantes. E bla bla bla, bla bla bla, e por aí vai.
Hoje começa meu 23º ano. E somem-se aí mais 9 meses desde a concepção. Nasci na madrugada do dia 30 de agosto de 1981, por volta das 4 da manhã. Minha mãe me conta que na noite anterior ela assistira a uma apresentação do Chico Anysio, que estava em Avaré sabe-se lá por quê. Sentia as contrações entre uma piada e outra. Posso dizer que vim ao mundo com uma ajudazinha do Alberto Roberto (talvez daí venha minha recente fama de Conde falido). Ou do Jovem, ou então daquele baiano gay, ou do vampiro brasileiro, vai saber.

Valeu a todos que lembraram!
Fico, fiquei e estou feliz.


sick boy 16:08 -

(0) comments
powered by blogger
 
designed by zhion